Blog 14 Janeiro 2020

Por que a nutrição é importante nas cirurgias plásticas?

Avalie este item
(0 votos)

Nutrição & Cirurgia Plástica

Por: Shirlei de Jesus Nutricionista CRN1-6509

Por que a Nutrição tem papel fundamental nas cirurgias plásticas?

Com a epidemia de sobrepeso e obesidade, bem como com o aumento da longevidade, a preocupação em manter uma aparência bonita, jovem e saudável fez com que o número de cirurgias plásticas crescesse consideravelmente no Brasil.No entanto, as preocupações com o pré-operatório, bem como com o pós-operatório, nem sempre são levados em consideração.

É importante ressaltar que ao submeter-se a este tipo de procedimento é necessário atenção especial ao seu estado nutricional, uma vez que altos valores de IMC estão associados ao aumento de complicações durante a cirurgia, como também no pós cirúrgico.

O excesso de peso ou a má nutrição traz consigo muitas doenças, como síndrome metabólica, hipertensão, diabetes, problemas respiratórios, anemias ou outras deficiências nutricionais que podem inviabilizar ou postergar esse sonho.  Pacientes com má nutrição podem ter complicações na anestesia, pois a inflamação causada pela obesidade, pode reduzir a segurança das drogas, interferir na coagulação e aumentar o tempo de cirurgia.

Vamos entender o papel dos nutrientes e compostos bioativos na cirurgia plástica nas seguintes etapas: pré-operatório e pós-operatório.

Pré-operatório, benefícios do emagrecimento saudável:

 -Inicie seu acompanhamento pelo menos 6 meses antes do procedimento cirúrgico para ajustar sua composição corporal de forma segura. Perder peso sem acompanhamento pode trazer problemas nutricionais como perda de massa muscular ao invés de gordura ou deficiências importantes que inviabilizam o procedimento.

-Emagrecer antes da cirurgia também é primordial para a remoção da gordura visceral. Esta gordura fica em torno dos órgãos e a cânula não vai poder retirar. Portanto, perdê-la antes evitará efeitos indesejados como sentir-se estufado após a cicatrização.

-30 dias antes da cirurgia é hora de estabilizar o peso, fortalecer seu corpo e sistema imunológico para facilitar a cirurgia. Neste intervalo, você também receberá do nutricionista as estratégias para sua alimentação logo após o procedimento de forma a otimizar seus resultados, minimizar a dor e edema.

-Menor tempo de cirurgia, pois evita complicações de respiração, pressão sanguínea, oxigenação e coagulação.

-Além dos fatores citados, pacientes que perdem peso antes da cirurgia têm sobra de pele que favorecem o procedimento cirúrgico.

Medicamentos naturais que interferem na coagulação sanguínea e devem ser evitados antes da cirurgia:

Algumas ervas, apesar de seus benefícios terapêuticos, podem influenciar a coagulação e atrapalhar a cirurgia.  Caso esteja consumindo algum destes fitoterápicos, de forma contínua, informe seu médico:

Gengibre, Ginseng, Ginko Biloba, Kava kava, alguns tipos de Arnica, Valeriana e Erva de São João.  Cuidado também com a água com limão, pois deixa o sangue muito fino.

Cuidados Pós cirúrgico:

Agora que você já fez a tão sonhada cirurgia é hora de cuidar para que os resultados sejam bons e duradouros.

Muitos pacientes fecham a boca com medo de engordar. Calma, não é hora de emagrecimento ou restrições calóricas, pois pode comprometer os resultados esperados.

Veja abaixo algumas dicas para lhe ajudar a amenizar os efeitos pós cirúrgicos:

-Evite alimentos que contribuem para a inflamação: leite e derivados, principalmente se você já tenha intolerância ou alergia alimentar; amendoim, soja, doces, açúcar em excesso, alimentos ricos em gordura saturada, industrializados, pães, massas, biscoitos refinados, sorvetes, refrigerantes e álcool.

-Hidrata-se bem, isso inclui o uso de água, chás e sucos terapêuticos. Nada de refrigerantes ou águas gaseificadas artificialmente.

-Inclua um chazinho na sua rotina, tanto faz quente ou frio, desde que consumido em até 24horas e não mais que 2 xícaras por dia. Algumas boas opções são: camomila, Hibiscus, erva-doce, chá de casca de limão, chá de casca de laranja, chá de casca de jabuticaba, de frutas vermelhas, de talos de alface orgânica, chá verde, chá branco, cavalinha e dente de leão. Atenção: consulte sempre seu médico e nutricionista para avaliar possíveis interações medicamentosas. Chás usados indevidamente podem causar danos à saúde.

-Evite o excesso de sal e glutamato monossódico presente na grande maioria dos produtos industrializados. Como substituição ao sal refinado que tal usar o sal de ervas?

Receita sal de ervas caseiro

Ingredientes:

1 colher de sopa de alecrim desidratado

1 colher de sopa de salsinha seca

1 colher de sopa de manjericão seco

1 colher de sopa de orégano

1/2 xícara de sal light (possui menor teor de sódio e mais potássio) ou sal marinho ou sal rosa ou sal grosso

Modo de preparo:

Adicione todos os ingredientes no liquidificador ou mixer e bata até que fiquem misturados e mais finos. Conserve em um recipiente de vidro com tampa. É ideal como tempero de carnes, saladas e molhos.

-Para melhorar a saúde intestinal invista em uma alimentação colorida, rica em fibras e antioxidantes. Consuma pelo menos 03 porções de frutas ao longo do dia priorizando as mais laxantes como kiwi, ameixa, seriguela, laranja com bagaço, banana verde e demais com casca. Na hora do almoço use pelo menos metade do prato de vegetais crus, associados com boas gorduras como azeite, sementes e castanhas.  Gotinhas de limão ou vinagre de maçã irão facilitar a digestão, além de ajudar na cicatrização.

Laxante natural:

Ingredientes:

– ½ mamão papaia, sem casca e sem as sementes;
– 4 ameixas pretas sem o caroço (deixe-as de molho por pelo menos 2horas tampada na geladeira com o caroço, depois retire o caroço para fazer o suco). Também pode ser usada ameixa seca hidratada por algumas horas.
– 200 ml de suco de laranja

– 20 g de semente de linhaça também de remolho por 2horas até 12horas (ela irá formar um gel parecido com clara de ovo)

Modo de preparo:

Bata o mamão, o suco de laranja, a linhaça e as ameixas no liquidificador.

A indicação de ingestão deste suco é tomá-lo em jejum ou a noite antes de dormir.

-As leguminosas podem causar gases e desconfortos. Para evitar isso deixe-as de molho por algumas horas e descarte a água. Assim você diminuirá os componentes que causam o desconforto.

Cicatrização:

O consumo de proteínas é importante para uma boa cicatrização. Escolher carnes magras, como também ovos, peixes e proteínas vegetais. O excesso de proteína animal sem o consumo dos demais grupos alimentares podem acidificar o corpo e complicar a reparação tecidual. A suplementação com colágeno e aminoácidos pode ser usada desde que orientada, principalmente nos pacientes veganos.

Cuidados gerais:

-Fracione em até 8 vezes suas refeições para facilitar a digestão; faça pequenas refeições várias vezes ao dia.

-Não consuma bebidas após as refeições exceto se forem chás digestivos sob orientação medica;

-Cuidado com alimentos crus sem a correta higienização, pois uma intoxicação ou infecção bacteriana neste momento pode ser um desastre; Melhor evitar comida japonesa.

-Durma bem.

-Preocupe-se com a manutenção do seu peso meses após a cirurgia para não jogar ter reganho de peso. O cuidado é para vida toda. 

-Inicie os exercícios após liberação médica.

Não jogue sua cirurgia no lixo por falta de cuidados com sua saúde.

 

Pensou na cirurgia? Programe também seu acompanhento nutricional.    

Para agendar seu horário envie-nos um whatsapp: 61-996268856 

Com carinho, 

Shirlei de Jesus 

Lido 135 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Pró Nutrição

Atendimento Nutricional  Vitrium Centro Médico 

SGAS 614, Via L2sul, Lote 99, sala 234, Asa Sul Clínica R&C cirurgia Plástica  

Agende sua consulta: (61) 99626-8856 ou Telefone: 3526-7571   

Depoimentos